22 de set de 2009



Primavera é renovação.

O simples fato de o calendário marcar o início da nova estação é suficiente para que esqueçamos o inverno.Uma estação marcada, pelo menos para uma maioria, como sinônimo de dificuldades e sofrimento. Diferentemente da primavera que é a estação mais florida do ano; vista como uma época propicia para encher os corações de esperança e alegrias. Essas associações ocorrem inconscientemente na mente humana, especialmente aqui no sul onde as estações são mais definidas. Um dos primeiros efeitos que esta estação traz, é que os dias tornam-se mais agradáveis, o sol parece nascer com mais energia, fazendo com que a maioria das pessoas se sintam com mais força e disposição para enfrentar o dia.

A nova estação é o período ideal para a renovação pessoal, especialmente para deixar florescer o que temos de melhor no coração. Com o coração florido a vida é melhor e, com a vida melhor a alma cresce pelo amor, evitando o aprendizado pela dor. É a hora da arrancada final, para concretizar os objetivos propostos para este ano; rever as estratégias para que possam ser concluídos até o final do ano, caso ainda não tenham sido alcançados, é claro. O período é ideal para iniciar novas caminhadas, mais ousadas, alegres, sobretudo importantes para o crescimento pessoal. E, já que a estação é favorável, aproveite o momento e plante alguns objetivos na mente, para que floresçam, se desenvolvam e dêem muitos frutos para o ano que está por vir.

Este novo ciclo não é apenas uma questão climática, é um exemplo de renovação, de confiança e possibilidades. É uma prova da capacidade de recuperação da vida. O cinza do inverno dá lugar a novas corres e o ambiente se renova espalhando essa energia que nos contagia em cada primavera; é uma época de renovação, como a Páscoa - a passagem da morte para a vida. A primavera é um exemplo de superação e força que a natureza nos oferece para lembramos que somos capazes de nos superarmos, de vencermos os obstáculos pelas próprias forças. Assim como o inverno esconde a beleza que ocorre no interior do ipê e a primavera à mostra através das suas flores, numa clara demonstração do poder de transformação da natureza, nós também devemos transformar os “invernos” do dia-a-dia em estações repletas de amor e na caridade. Desta forma, a alma renasce e mostra toda a sua beleza, crescendo nos corações puros e generosos, deixando-os floridos de amor, no entanto, entristece e more quando encontra o egoísmo e a raiva, verdadeiras ervas daninhas para o amor.

Assim, como a primavera que transforma árvores sofridas e desfolhadas em um espetáculo de cor e beleza, o perdão, diante de uma alma raivosa, consegue transformá-la em um belo jardim. Por isso, vejo no perdão outro símbolo da primavera, pois ambos revitalizam a vida, ou seja, saber perdoar é ganhar qualidade de vida. No entanto é bom lembrar que o perdão requer arrependimento verdadeiro vindo do coração, pois perdoar da boca para fora é como decepar a árvore que se quer florida. O verdadeiro perdão deve iniciar com o autoperdão e ser concluído com a reparação de todos os males praticados.

Reza a lenda que uma recatada senhora, dirigiu-se ao vigário para pedir perdão dos pecados. Este, cansado de tantos pecados que a beata insistia em confessar, cujo objetivo principal era parecer virtuosa e não se arrepender das faltas religiosas resolveu aplicar-lhe uma pena nada convencional. Pediu que a mulher retornasse a sua casa e apanhasse um travesseiro de pena de ganso para que ele então pudesse lhe impor a pena. Assim que a mulher entregou o travesseiro ao padre, ele desfez a costura de um dos lados e ordenou que ela subisse no telhado da igreja, retirasse todas as penas e as jogasse no chão, e após retornasse para receber a sentença para o perdão dos pecados. Ela executou a tarefa e imediatamente procurou o padre, que disse: - Filha, obterás o perdão divino assim que recuperares todas as penas que jogaste lá do telhado, e recompores o travesseiro exatamente como era.

Aproveite os dias agradáveis de primavera para renovar atitudes, sonhar novos sonhos e traçar caminhos, mas fundamentalmente para iniciar uma reforma intima, verdadeira, consistente e duradoura. Não importa qual o significado desta estação em sua vida, mas não deixe pra depois, permita que a primavera floresça agora. Abra as portas e janelas do coração; sinta a energia entrando e renovando seu interior transformando dificuldades em vitórias; fracassos em sucessos e vibre com as conquistas. Trabalhe o perdão, a força interior, renove a alma, caminhe acreditando na felicidade.

Crie o próprio significado para a estação que representa alegria e recomeço para tantas pessoas, permita que a cada ano a energia motivadora da primavera possa movê-lo para níveis mais elevados de autoconhecimento e prosperidade. Afinal, não podemos viver pensando que as estações são apenas meras passagens de tempo. Elas são exemplos que a natureza nos traz, para lembrar-nos que devemos nos renovar constantemente. Espero que a primavera sempre encontre em seu interior um jardim pronto para florir. Boa semana.

Pauletto J A

Nenhum comentário: