22 de set de 2009

Sou a Deusa manifestada em sua plenitude,
faço meus votos de honra à Grande Mãe,
à força tríplice da Lua,
que gera e fecunda a semente.
Eu sou a terra, em cada passo sobre ela,
sou o sangue que ferve no calor do vulcão,
sou o canto dos pássaros e o vôo da águia,
sou a flor que desabrocha na Primavera,
e o descanso das folhas no inverno.
Eu sou o templo que abre as
portas para o sexo sagrado ao eleito,
sou o ventre que gera a vida,
à todos que cruzarem meu caminho.
Eu sou a corrida da leoa que
sai à caça por seus filhos,
sou a árvore que fornece o fruto doce
às bocas e almas amargas.
Eu sou o brilho da lua no
espelho prateado do mar,
sou a beleza em cada curva de
caminho formado em pedras sob o riacho.
Eu sou o véu que escorre em cada
montanha em forma de água,
sou o feitiço que entorpece cada
olhar com o mistério da existência.
Eu sou a guardiã dos elementos e
defensora dos elementais.
EU sou a manifestação da Deusa,
que governa as leia imutáveis
do Universo desde a primeira respiração.
Eu sou o amor que move e acende a
Luz em cada coração que
se apresente à mim.

A. Aranda


Nenhum comentário: